Sem mais tempo para injustiças, Flu vive pressão por transformar estatísticas em vitórias em jogos decisivos para a temporada

Flu é time que mais acerta passes e tem maior posse de bola no Brasileirão, além de ser o quarto que mais finaliza, mas resultados não aparecem

É quase uma ironia. Com apenas 25% de aproveitamento na pontuação do Campeonato Brasileiro, o Fluminense, diante do Botafogo, assumiu a liderança de dois indicadores importantes. É a equipe com maior posse de bola, 57%, e com melhor aproveitamento nos passes: 93,8%. Apesar disso, a torcida dorme preocupada, consciente de que a pressão por resultados vai aumentar com a sequência de  jogos decisivos pela frente. Sem mais tempo para injustiças, o Flu precisa transformar estatísticas de desempenho em gols e vitórias.

Curiosamente, o Fluminense é, também, o quarto time que mais finaliza, perdendo somente para Santos, Bahia e Internacional. Apesar disso, o Tricolor tem apenas 3 pontos e ocupa a 15ª colocação. São dados que indicam que a dificuldade do time de Fernando Diniz é mesmo aquela que as imagens não escondem: falta converter domínio e oportunidades em gols. Contra o Botafogo, além de ter tido 63% de posse de bola e ter chutado 23 vezes a gol, contra apenas oito do adversário, o Fluminense saiu derrotado do Maracanã: 1 a 0.

Leia também: Savioli! Diniz está no caminho certo

“Até tomarmos o gol, o Botafogo não tinha nem finalizado. Depois que levamos, desorganizamos um pouco e eles tiveram outra chance. Depois tentamos o máximo, produzimos um gol, anulado corretamente. O Flu foi soberano praticamente o jogo inteiro, mas não marcamos. Só que o futebol, como a vida, não é justo. Tem que fazer as chances que cria e evitar as do adversário”, analisou Diniz após o clássico do último sábado.

Sem mais tempo para injustiças

O grande problema é que o Fluminense não tem mais tempo para injustiças. Até a parada para a Copa América, o Tricolor tem duas séries decisivas. Pela Copa do Brasil, enfrenta o Cruzeiro, valendo vaga nas quartas de final da competição. A primeira partida, no Maracanã, será amanhã. Pela Sul-Americana, o adversário será o Atlético Nacional, da Colômbia, uma equipe tradicional. Vale vaga nas oitavas de final.

No Campeonato Brasileiro, a situação já é delicada, não porque haja razoabilidade em pensar em luta contra rebaixamento. O problema é que o Fluminense já está a sete pontos dos líderes, Palmeiras, São Paulo e Santos, que já somam dez. O próximo adversário, no Maracanã, será o Cruzeiro, no sábado. Sem mais tempo para injustiças, chegou a hora de transformar estatísticas em vitórias.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Marcelo Savioli às 09:38
Foto: Maílson Santana (Fluminense Football Club)
2019-05-14T15:40:58+00:00 maio 14th, 2019|

Deixar Um Comentário