QUANTO VARLE O SHOW!!! Nota DEZ para a arbitragem

VAR é o melhor em campo e decide contra o Fluminense, mas Diniz ajuda

Rodolfo – Arrumou mal a barreira no gol irregular do Goiás, mas teve boa intervenção no primeiro tempo. Nota 5

Gilberto – Muito presente e pouco efetivo no ataque. Deslocou-se para o meio em algumas ocasiões, mas as jogadas não saíram. Valeu pela dedicação. Nota 6

Nino – Não comprometeu. Nota 5,5

Matheus Ferraz – Ainda tentou ir ao ataque, mas sem sucesso. Nota 6

Caio Henrique – Foi uma formiguinha, buscando o jogo o tempo todo, mas sem muita efetividade. Nota 6

Airton – Burocrático. Nota 4

Pedro – Entrou no lugar de Airton e nada acrescentou à bagunça. Quase fez uma grande jogada, que terminaria em gol, mas só. Nota 5

Bruno Silva – Passes errados em profusão. Nota 4

João Pedro – Entrou no final para resolver o que não podia mais ser resolvido. SEM NOTA

Allan – Obrigado a chegar ao ataque, perdeu qualquer sentido de jogo e foi muito mal. Nota 4

Luciano – A disposição de sempre, um pênalti perdido e pouca efetividade. Nota 3,5

Everaldo – Marcou o gol, que seria o da vitória, mas o VAR bandido achou uma forma de anular. No mais, foi a peça mais importante no ataque, mesmo sem muita efetividade. Nota 7

Yony – Partida sofrível, mas estava encaixotado na marcação do Goiás. Nota 5

Fernando Diniz – Montou um time sem mobilidade alguma, com um meio estéril e, aparentemente, mal treinado para as ações ofensivas. Fez substituições que não mudaram nada. Nota 2,5

Goiás – Soube se defender e explorar bem os contra-ataques. Ajudado pela arbitragem e pela chuva, não deixou de merecer a vitória. Nota 7

Arbiragem – Atingiu o propósito, com a merda do VAR  e tudo. Nota DEZ

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

2019-04-28T22:12:06+00:00 abril 28th, 2019|

Deixar Um Comentário