QUANTO VALE O SHOW??? Fluzão 2×0 Santa

Nino, Luciano e Yony foram os caras, mas arbitragem estragou a festa

Rodolfo – Fez uma ou duas defesas fáceis e participou pouco até com os pés. A primeira bola atrasada aconteceu quase aos 30 minutos do primeiro tempo. Nota 6

Gilberto – Marcou um gol de oportunismo e quase marcou o segundo. Aproximou-se de seu melhor, apesar de alguns exageros artísticos em algumas jogadas, sem que lhe faltasse raça. Nota 7

Nino – Desarme espetacular no primeiro gol do Flu e intervenções precisas. Foi o melhor em campo. Sem erros. Nota 9

Matheus Ferraz – A segurança de sempre. Só errou ao fazer uma falta na entrada da área. Nota 7

Caio Henrique – Discreto e eficaz, exceto em boa avançada pela esquerda no primeiro tempo. Nota 6,5

Airton – Igual a Caio Henrique. Sem erros. Nota 6

Léo Artur – Substituiu Airton no intervalo e mostrou volume de jogo, apesar da falta de entrosamento. Tem futuro. Nota 6,5

Allan – Mais uma ótima atuação. Vem fazendo o papel de motor da transição ofensiva tricolor. Muito bom. Chegou a arriscar um chute perigoso, embora tenha exagerado em uma segunda ocasião. Nota 7,5

Paulo Henrique Ganso – Conseguiu dar fluidez ao jogo. Nota 6,5

Dodi – Entrou no lugar de Ganso e esteve abaixo do sósia. Nota 5

Luciano – Ao lado de Nino e Yony, foi o nome do jogo, com uma intensidade impressionante, um golaço e a atuação no sacrifício durante quase toda a segunda etapa, já que Diniz não tinha mais substituições a fazer. Ainda conseguiu fazer um gol legal, mal anulado pela arbitragem. Nota 9

Everaldo – Causou sérios estragos pelo lado esquerdo e quase marcou um belo gol na segunda etapa. Nota 7,5

Yony Gonzalez – Fez parceria com Luciano para desnortear a defesa do Santa, que bateu cabeça durante todo o primeiro tempo. Deu assistência, passes de primeira e fez um com perfeição a primeira linha de combate, com bons desarmes. Nota 9

Pedro – Substituiu Gonzalez, que saiu com dores. Mostrou categoria, mas sem conseguir, ainda, efetividade nas jogadas. Foi fominha em duas ocasiões. Nota 6

Fernando Diniz – Sofreu uma tocaia do destino na segunda etapa, quando armava o time para uma goleada. Acabou perdendo Yony, que era peça chave. Mesmo tendo Pedro, acabou tendo dificuldades de manter a intensidade ofensiva da equipe. Era a melhor atuação do Fluminense no ano. Nota 7,5

Santa Cruz – Depois de um primeiro tempo desastroso, conseguiu dar o ar da graça na segunda etapa, mas só escapou de uma goleada graças aos erros escandalosos da arbitragem e ao excesso de preciosismo dos atacantes do Fluminense em alguns lances. Nota 3

Arbitragem – Alguns poucos erros irrelevantes e dois cruciais. Deixou de marcar pênalti em Luciano e anulou gol legal do atacante, evitando que o mesmo tivesse sua noite completa. Nota 3

Siga o melhor site de notícias do Fluminense por meio da nossa página no Facebook

 

2019-04-17T23:59:24+00:00 abril 17th, 2019|

Deixar Um Comentário