Qual seria o papel de Nenê no Fluminense? Com a palavra, Fernando Diniz

Papel de Nenê no Fluminense seria o mesmo de Luciano, que segue de malas prontas aguardando acerto entre Galo e Leganés

Qual seria o papel de Nenê no Fluminense? Como o jogador se encaixaria no esquema de Fernando Diniz? São perguntas às quais o noticiário sobre o clube não vem respondendo. Enquanto isso, torcedores debatem nas redes sociais tentando encontrar um lugar para o meia. Ao mesmo tempo, tudo indica que a contratação será concretizada nos próximos dias.

Há fortes indícios, ainda, de que a contratação de Nenê está vinculada à transferência de Luciano para o Atlético MG. O atacante continua de malas prontas, aguardando um acordo entre Galo e Leganés. Ao que tudo indica, o alvinegro de Minas comprará 100% dos direitos do atleta. O Fluminense ficaria com 20% do valor da transferência, a chamada taxa de vitrine.

Leia também: Contratação de Nenê desmontaria política de austeridade no Flu

Seguindo o modelo Angioni, a lacuna deixada por Luciano na folha de pagamento mais a receita obtida com a transferência de Luciano para o Atlético financiariam os vencimentos de Nenê, pelo menos por algum tempo. Do ponto de vista tático, trata-se de uma troca de jogadores para a mesma posição. Ainda que possa parecer estranho um meia substituir um atacante, o papel de Nenê será o mesmo que era exercido por Luciano.

Nenê no Fluminense chegaria para ser titular

Ao contrário do que muitos possam imaginar, Nenê não chegaria ao Flu para fazer sombra a Ganso, que, na opinião de Diniz, cumpre um papel tático diferente. 

“É um grande jogador, com uma característica particular. Não o vejo parecido com o Ganso. Os dois só são canhotos. O Ganso é o armador clássico, o Nenê é o meia-atacante que chega na área, com mais mobilidade. Acho que conseguimos colocar os dois para jogar”, falou Diniz sobre a possível contratação de Nenê ainda no mês de março.

Resultado de imagem para Fernando Diniz Fluminense

Na verdade, a entrada de Nenê na equipe serviria para qualificar a ideia de jogo de Diniz. Nenê seria o homem que atua por trás de uma dupla de atacantes. Além disso, participaria das ações de articulação no meio de campo. Assim como Luciano, a ideia é de que o papel de Nenê no Fluminense seja funcionar como o canal de comunicação entre o meio e o ataque. A diferença é que tem muito mais técnica que Luciano, seja nos passes curtos, no controle de bola ou nos lançamentos mais verticais.

Mais qualidade, menos intensidade

Em outras palavras, Nenê ocupará o mesmo espaço e fará a mesma movimentação, só que fazendo o jogo fluir com maior qualidade. A desvantagem é que, até pela idade, Nenê não teria como entregar a mesma intensidade do antigo titular, principalmente na primeira linha de marcação. O temor de muitos torcedores é de que isso comprometa ainda mais o sistema defensivo tricolor. Junto com o Cruzeiro, o Flu tem a defesa mais vazada do Campeonato Brasileiro, com 16 gols sofridos. 

Ao mesmo tempo, o Fluminense tem vários jogadores para a posição. Marcos Paulo, Léo Artur, Guilherme e Miguel Silveira seriam os candidatos. Enquanto isso, com Marlon posto de lado, Caio Henrique é a única opção para a lateral-esquerda. Ao mesmo tempo, Digão, Nino, Frazan e Luan são as únicas opções para a zaga.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Marcelo Savioli às 09:10

 

2019-07-12T12:20:30+00:00 julho 12th, 2019|

Deixar Um Comentário