Novela Pedro! A história, personagens e possíveis desdobramentos

Últimos episódios, assédio rubro-negro e múltiplos interesses indicam que novela Pedro pode estar longe de terminar

A novela Pedro, envolvendo Flamengo, Fluminense e os agentes do atleta, ganhou novos contornos desde a tarde da última sexta-feira, sugerindo, inclusive, um possível assédio rubro-negro. O que indica o possível assédio é que, até então, não houvera qualquer movimento direto do atleta no sentido de propor uma possível transferência para outro clube. Entre Fluminense e Flamengo, até então, o assunto parecia encerrado. O Fluminense fechara questão, estipulando como condição única e inflexível, para uma transferência para o rival, o pagamento integral da multa.

Desde então, a posição do Flamengo, pelo menos na versão pública, era de que o assunto estava encerrado. O rubro-negro, inicialmente, ofereceu 10 milhões de euros por 70% dos direitos do craque. O Flamengo apostava na fragilidade financeira do maior rival para obter um preço baixo na transação. O Fluminense fez pouco caso da proposta rubro-negra.

Fla chegou a oferecer mais de R$ 50 milhões direto ao Flu

A reação do Flamengo foi melhorar bastante a proposta. A nova investida previa um investimento de 12 milhões de euros, mas por somente 50% dos direitos de Pedro. O que equivaleria a R$ 51,5 milhões. Esse valor seria pago integralmente ao Fluminense. Não se tem notícia de qual seria a negociação com o Artsul, dono dos outros 50% do atleta. Foi quando o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, na sexta-feira, 28 de junho, bateu o martelo. Mário afirmou que Pedro só sairia do clube para o rival no caso de pagamento integral da multa.

Resultado de imagem para Rodolfo Landim

Ato contínuo, o Flamengo tornou público que desistira do negócio. Teria pesado para essa decisão a estreita relação comercial entre os dois clubes em torno da gestão do Maracanã. Mário Bittencourt e Rodolfo Landim chegaram a conversar por telefone para, aparentemente, aparar qualquer aresta causada pelas suspeitas de assédio rubro-negro ao atacante.

O capítulo depois do fim da novela Pedro

A demora de Pedro em voltar aos treinos causava certa perplexidade. Pedro tivera um desconforto muscular na final do Torneio de Toulon, atuando pela Seleção Brasileira, mas disputara a partida até o final. A lesão ocorreu no dia 15 de junho. O fato, porém, é que, na ultima quinta-feira, o atacante voltou a treinar com bola, sugerindo que a enfadonha novela Pedro chegara ao final.

Não era bem essa a realidade. No final da tarde de ontem, sexta-feira, 5 de julho, Pedro participou pessoalmente de uma reunião nas Laranjeiras. Em sua coluna em “O Globo”, Anselmo Gois não só tornou pública a realização da reunião, como afirmou que Pedro desejava ir para o Flamengo, informação recebida por torcedores do Fluminense com desconfiança, afinal era público que o rival desistira do negócio.

Em momento algum, no entanto, os representantes do atleta citaram o nome do Flamengo. A nota da assessoria de imprensa de Pedro, publicada na noite de ontem, dizia assim:

“Em reunião realizada na tarde desta sexta-feira com a diretoria do Fluminense Football Club, Pedro mostrou, mais uma vez, interesse em ouvir o projeto esportivo e financeiro dos clubes interessados em seu trabalho por entender que este é um direito de qualquer profissional, seja este da área que for. Entendemos ser importante o diálogo e a conversa buscando o melhor para ambas as partes.”

Suspeita de assédio rubro-negro

A verdade, porém, é que não há “outros clubes”. O único a procurar o Fluminense para apresentar proposta foi o Flamengo. Sendo assim, só pode ser ao Flamengo que a nota se refere. Talvez isso explique o fato de outras mídias terem feito alusão direta ao interesse rubro-negro como causa da reunião, que envolveu quatro partes: Fluminense, de um lado, Pedro, seus representantes e o Artsul, de outro.

Se era para anunciar que estava disposto a ouvir propostas de outros clubes, não seria necessário realizar uma reunião com a alta cúpula tricolor. O Artsul, parte interessada, vinha fazendo pressão nos bastidores para que a transferência se concretizasse. Os representantes de Pedro, por razões óbvias, nunca fizeram questão de esconder o entusiasmo com a venda.

Leia também: Savioli! Eu sou daquele tipo de pessoa ultrapassada que acredita que palavra vale mais do que contrato

O fato é que não haveria qualquer sentido na realização da reunião caso não houvesse o aval do Flamengo. É o que indica o assédio rubro-negro a Pedro nos bastidores. Ao ponto do próprio atleta ter aceitado se expor ao julgamento da opinião pública, o que aconteceu com a divulgação da reunião com sua presença.

Posição do Fluminense é a mesma e atleta é inscrito na Sul-Americana

Outro fato que chama atenção foi o movimento, às pressas, do Fluminense no sentido de regularizar os salários de Pedro no meio da semana. Ficou nítida a desconfiança do clube acerca das intenções e da conduta dos representante de Pedro e, provavelmente, do próprio Flamengo. Com a manobra, o Fluminense pôs fim ao risco de Pedro solicitar, na Justiça, a rescisão indireta. O clube já viveu a experiência com Gustavo Scarpa.

O clube chegou, inclusive, a colocar em risco a unidade do elenco, causando desconforto entre os demais atletas, que receberam o mês de abril no final dessa semana e tudo indica que o Fluminense também pagará o mês de maio na semana que vem. Hábil, o vice-presidente, Celso Barros, convocou um churrasco com os jogadores na última quarta-feira. O propósito da reunião era estreitar os laços com o elenco e apagar qualquer foco de incêndio.

O fato é que os episódios recentes serviram para colocar as posições às claras. O Flamengo, ao que tudo indica, não desistiu do negócio e manobra nos bastidores. Artsul e representantes de Pedro também não desistiram. O atleta já deixou claro que gostaria de ir para o rival. A palavra final, no entanto, é de quem discorda de tudo isso, o Fluminense.

A vida segue normalmente, apesar da novela Pedro. O atleta, inclusive, foi inscrito na Copa Sul-Americana, ocupando o lugar de Robinho. O outro novo inscrito é o goleiro Muriel, anunciado ontem, que ocupará o lugar deixado por Rodolfo.

Agora há pouco, Pedro publicou uma mensagem no Instagran. O atacante afirmou que nunca pensou em pedir rescisão indireta do contrato na Justiça. Confirmou, por outro lado, o interesse em “ouvir propostas”. Apesar de tudo, prometeu “foco, trabalho e disposição” nas batalhas que o Fluminense terá pela frente. 

Possíveis desfechos para a novela Pedro

No mundo ideal, Pedro fica no Fluminense, faz história em 2019 e, daqui a alguns meses sai pelo valor da multa para um grande clube europeu. No mundo real, a última proposta do Flamengo não chega a ser obscena. Os R$ 51,5 milhões podem não resolver os problemas do clube, mas cairiam muito bem nos cofres tricolores.

O problema é o ônus político para a atual gestão de vender um ativo valioso e ainda reforçar um rival logo no início do mandato. Sob esse aspecto, a repercussão dos últimos fatos junto à torcida do Fluminense poderá dar novo rumo à novela Pedro. O Flamengo sabe que não pode dar o próximo passo, mas está claro que ainda não abandonou o jogo. O mais provável é que ainda conte com a possibilidade de uma contraproposta tricolor.

Uma opção tentadora seria reduzir a fatia da pizza sem reduzir o valor da proposta. Caso pagasse os mesmos R$ 51,4 milhões por 25% dos direitos de Pedro, o Flamengo estaria, na verdade, pagando a multa. O Fluminense ficaria com os outros 25% e uma gorda participação em uma futura venda. A partir de agora, com as cartas sobre a mesa, a expectativa recai sobre quem fará a próxima jogada.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Marcelo Savioli às 14:41

 

2019-07-07T10:29:00+00:00 julho 6th, 2019|

Deixar Um Comentário