Flu ainda dependerá de transferências em 2019 para enfrentar endividamento mas não deve vender Pedro

Previsão orçamentária é de apenas R$ 40 milhões em vendas e clube já arrecadou R$ 12 milhões com Ibañez
Segundo o Extra, o Fluminense já encaminhou ao Conselho Deliberativo a proposta orçamentária para 2019. A boa notícia para a torcida tricolor é que parece que a venda de Pedro está descartada. O craque tem sua multa estipulada em mais de R$ 200 milhões e o Fluminense tem 50% dos seus direitos econômicos. A previsão de receitas com transferências é de R$ 40 milhões apenas.
Além disso, o Fluminense já obteve pouco mais de R$ 12 milhões com a venda de Ibañez, o que reduz para aproximadamente R$ 28 milhões a necessidade de fazer caixa com transferências. Isso, segundo o Extra, para obter um superávit operacional na casa dos R$ 13,9 milhões.
O grande problema, uma vez que a gestão Abad conseguiu razoável êxito na tarefa de enquadrar os custos dentro das receitas, continua sendo a dívida de curto prazo. Embora tudo indique que tenha havido redução do passivo, até em função de mais de R$ 70 milhões em penhoras em 2018, o clube terá que multiplicar receitas para evitar sufoco com o fluxo de caixa em 2019.
2019-02-27T14:48:47+00:00 fevereiro 5th, 2019|

Deixar Um Comentário