ESPANHOLIZAÇÃO – Palmeiras está perto de ganhar queda de braço e comprometer seriamente projeto da Globo para favorecer Corinthians e Flamengo

Campeão brasileiro impõe suas condições e deve receber o mesmo que os dois escolhidos da Vênus Platinada

O Palmeiras está muito perto de ganhar a queda de braço com a Globo, que já dura meses, comprometendo seriamente o projeto da emissora para favorecer econômica e esportivamente seus clubes preferidos: Flamengo e Corinthians. O campeão brasileiro deve receber, até 2024, os mesmos valores, ou algo muito próximo disso, pagos aos escolhidos para se transformarem em Real Madrid e Barcelona brasileiros.

A notícia que circula na mídia é de que a Globo está perto de ceder às exigências palmeirenses, temerosa de ficar sem o direito de transmissão dos jogos do atual campeão brasileiro e enfrentar problemas com os consumidores do canal Premiere, o pay per view do grupo de comunicação.

A Vênus Platinada já aceitou extinguir o redutor de 20% sobre a TV aberta e de 5,2% no pay per view de todos os clubes que assinaram com a Turner o acordo de cessão de direitos de transmissão em TV fechada. Além disso, a notícia que circula é de que o Palmeiras deve conseguir receber o mesmo valor em luvas pago pela Globo a Flamengo e Corinthians pelos direitos de transmissão em TV aberta.

O pior golpe, no entanto, é a exigência do Palmeiras, que deve ser atendida, de receber o mesmo valor de Corinthians e Flamengo no pay per view, cuja previsão é de R$ 120 milhões anuais até 2024. O objetivo da Globo era usar o pay per view para promover o desequilíbrio econômico entre os clubes, já que Flamengo e Corinthians receberiam mais de três vezes o que receberão os demais clubes.

Tentando mudar para deixar tudo como está

Com isso, esperava a Globo fomentar o desequilíbrio esportivo a partir do desequilíbrio econômico. A emissora adotou, recentemente, um novo modelo de distribuição na TV aberta, que se assemelha ao consagrado modelo da Premier League. A divisão se dará da seguinte forma:

– 40% divididos igualmente entre todos os clubes da Série A;

– 30% de acordo com a posição obtida no Campeonato Brasileiro;

– 30% de acordo com o número de jogos transmitidos;

A estratégia da emissora é mudar tudo para deixar tudo como está. Fortalecidos economicamente, logo também esportivamente, Flamengo e Corinthians tendem a ocupar as primeiras posições e terem mais jogos transmitidos, o que fará com que continuem faturando mais que os adversários.

O Palmeiras furou essa lógica da Globo. Além de receber o mesmo que Flamengo e Corinthians pelos direitos de transmissão, o Verdão exige ter o mesmo número de jogos transmitidos na TV aberta. Com isso, se manterá no mesmo patamar econômico dos preferidos da emissora, sem contar que é o melhor estruturado dos três clubes e que recebe o maior patrocínio do Brasil, fruto da parceria com a Crefisa.

Siga o melhor site de notícias do Fluminense por meio da nossa página no Facebook

Por: Marcelo Savioli às 21:15

 

2019-04-21T10:53:22+00:00 abril 20th, 2019|

5 Comentários

  1. Paulo Gustavo
    José floriano 20 de abril de 2019 em 23:47- Responder

    O Fluminense tem de se reestruturar com e mostrar esse projeto da Globo LIXO que desvaloriza e destrói nosso clube. Eu sempre digo que o problema do futebol brasileiro, assim como outros seguimentos do nosso país, se deve a essa praga chamada Globo. Enquanto as pessoas não se conscientizarem disso, vamos continuar na merda. A Globo tem de ser brecada. O Fluminense tem de deixar de se submeter à essa desgraça da Globo LIXO. É inaceitável o que essa empresa faz nesse país, sob os aplausos do povo. A Globo acabou com o futebol dos estados do Norte e Nordeste, quando se apoderou dos campeonatos Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, Copa Sul americana e da Seleção Brasileira, onde se acha a dona. Para completar os atos criminosos dessa empresa bandida, passou a subornar agentes da FIFA para obter a exclusividade das copas do Mundo. É a destruição completa dos clubes Brasileiros.

    • Paulo Gustavo
      Marcos Cerqueira 23 de abril de 2019 em 11:02- Responder

      Na minha opinião nenhum clube da série A poderia ter aceito essa safadeza estão acabando com futebol brasileiro…aonde que o Flamengo e o Corinthians são melhores que os outros…a culpa é dos presidentes dos clubes que aceitarão esse safadeza toda…tinha que voltar o clube dos 13…

  2. Paulo Gustavo
    Arnaldo Torres 21 de abril de 2019 em 02:57- Responder

    Até que enfim um site que defende o Fluminense e coloca as coisas como elas são. Tem que acabar com essa pouca vergonha da Globo de patrocinar dois clubes sem história e sem tradição em detrimento de quem fez a história do futebol brasileiro. O Fluminense precisa de uma diretoria como a do Palmeiras, que defende os interesses do clube.

    Parabéns pelo trabalho e continuem assim.

    ST

  3. Paulo Gustavo
    Edvanilton Marques Bastos 21 de abril de 2019 em 11:15- Responder

    Quando o Fluminense tinha o melhor time do Brasil, teria que lutar para melhorar sua participação na distribuição do dinheiro da Globo e não fez. Agora estamos pagando por termos um presidente imcompete na época.

  4. Paulo Gustavo
    Cláudio Carvalho 21 de abril de 2019 em 15:17- Responder

    O Corporativismo iniciou nos anos 90 quando o que mandava no mundo era o Campeonato Italiano, a partir dai os espanhóis se morderam, e retomaram a todo vapor a velha rivalidade histórica em outros campos onde iniciou uma gigantesca articulação entre Corporações & Órgãos proeminentes no esporte (FIFA entre outros) e clubes daquele país, assim veio a tona Real Madrid e Barcelona. De fato, dizem que se iniciou nos bastidores obscuros do futebol no tempo das Olimpíadas de 92 em Barcelona… eis que surge uma nova forma de esquema tático de jogo, uma seleção espanhola renovada, etc, etc e etc… esse vasto esquema levou décadas para se manifestar, nada surge de uma hora para outra, porque essa articulação mesmo com muuuuuuuuuuuito dinheiro demanda tempo, só que esse tempo, chegou aqui no Brasil. Tudo foi gradual, sem que muitos torcedores ao menos percebessem esse processo, e os que perceberam, eram poucos, não tinham vozes suficientes, ou mesmo a mídia independente, era também ameaçada com o poder das corporações. Parece papo de conspiração, né, mas o pior de tudo é que não é. E é isso mesmo que eles desejam que pensemos, que se pareça conspiração. Quer melhor forma de desacreditar do que incutir esse tipo de pensamento? Quanto ao Flu, aliada a péssima gestão de presidentes passados + o atual presidente + o corporativismo que não vê o Fluminense como atrativo, levou o nosso Clube para corrente situação. Realmente, o Flu deverá se reinventar, de alguma forma & rápido..

Deixar Um Comentário