Entrada de Daniel no intervalo desequilibra jogo a favor do Flu

Flu mostra maturidade e convicção ao não abrir mão do modo de jogar mesmo com 3 a 0 contra no placar

O Fluminense lembrou, na segunda etapa, as melhores exibições do começo da temporada. O segredo, ao que tudo indica, foi a entrada de Daniel, então titular. O meia substituiu Airton, pondo fim ao esquema de três volantes, empurrando Luciano para a frente e mudando a qualidade da transição tricolor da água para o vinho.

– Começamos com linha de quatro atrás e com três volantes por dentro. Era uma linha de quatro, uma linha de cinco e o Luciano na frente. A gente mudou no intervalo, formando duas linhas de quatro e adiantando o Luciano com o Yony na frente. Fizemos uma pressão mais organizada. Isso funcionou muito bem. O Daniel entrou muito bem, é um jogador que eu gosto muito. Ele mereceu a oportunidade e fez uma grande partida. A mudança na estratégia funcionou e a entrada do Daniel fez a gente melhorar significativamente – analisou Fernando Diniz após a partida.

O treinador admitiu, inclusive, ter errado na estratégia adotada no início do jogo.

– Eu errei na estratégia. Estava 3 a 0 e a gente poderia ter tomado quatro ou cinco. Todo mundo ia apontar para mim, que fiz tudo errado, que era tudo ruim e que não poderia seguir assim. O Grêmio não perdeu por causa do erro dele. O futebol é coletivo e tem seu lado aleatório.  Isso mostra que o time é persistente. O Fluminense sabe lutar e acredita nas ideias que estão sendo propostas. Tivemos uma derrota para o Santos difícil, a gente fazia bom jogo até sofrer os gols. A gente está amadurecendo o time. São jogadores muito valentes, então, é possível fazer grande jogos como o de hoje.

Insistência na proposta de jogo

Aliás, se o Fluminense teve um mérito no primeiro tempo ruim, esse foi o fato de não ter aberto mão de sua proposta de jogo, mostrando maturidade e convicção.

– Insistimos no nosso padrão treinado. Por conta disso, fizemos o primeiro gol, uma jogada bonita e com muitos toques. Depois, aproveitamos a falha para o nosso segundo gol. No intervalo, trouxemos o Yony para dentro para ter encaixe com Luciano. Para poder fazer pressão bem feita e com encaixe mais preciso. Tivemos domínio do jogo até alcançar a virada. Depois, recuamos e tivemos o contragolpe. No fim, tivemos a felicidade do quinto gol – concluiu Diniz.

O próximo duelo será no sábado, às 16h, no Maracanã, contra o Botafogo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. Fernando Diniz certamente deve estar pensando em uma forma de colocar Daniel novamente como titular do esquadrão verde, branco e grená.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Por: Marcelo Savioli às 11:54
2019-05-06T22:41:12+00:00 maio 6th, 2019|

Deixar Um Comentário