Diretor de Marketing deixa o Flu para assumir posição na “Fla-Flu S/A”

Criação da “Fla-Flu S/A” indica que clubes pretendem assumir controle do complexo esportivo pelos próximos 35 anos

O diretor de Marketing do Fluminense, Lawrence Magrath, deligou-se do cargo para assumir função na “Fla-Flu S/A”. Além dele, o gerente de Operações de Estádio do Flamengo, Severiano Braga, também se desligou para assumir a função de CEO na empresa que está sendo criada para fazer a gestão do complexo esportivo do Maracanã. Completa o time do Conselho Diretor Maria Cristina, indicada pelo Flamengo.

O Conselho Diretor da “Fla-Flu S/A” prestará contas, segundo reportagem de “O Globo”, a um Conselho Diretor formado por seis membros, três de cada clube. A incumbência da empresa, que terá independência com relação aos clubes, é cuidar dos interesses administrativos, financeiros e comerciais dos clubes no que diz respeito ao complexo esportivo. Desse modo, a administração do Maracanã será totalmente profissional, sem submissão às instâncias políticas dos clubes. Assim foi aprovado pelo Conselho Deliberativo do Flamengo, a quem o Conselho Diretor do Maracanã não precisará prestar contas.

Plano da “Fla-Flu S/A” é assumir controle do Maracanã pelos próximos 35 anos

A instituição da sociedade foi respaldada e elaborada por uma consultoria jurídica. Todos os cuidados estão sendo tomados com o propósito de habilitar os clubes para concorrer à licitação que deve acontecer no primeiro semestre de 2020. O grupo vencedor terá o controle do Maracanã pelos próximos 35 anos. O contrato atual de exploração do complexo esportivo vence em outubro, mas poderá ser prorrogado por mais seis meses. É o tempo para os clubes desenvolverem um projeto de viabilidade econômica para o negócio.

Para viabilizar a concessão economicamente, Fluminense e Flamengo, além da bilheteria dos jogos no Maracanã, poderão explorar as propriedades do complexo esportivo. Isso inclui bares e restaurantes, eventos no Maracanãzinho, esportivos ou não, aluguel do Maracanã para shows, visitação e outras fontes de receitas que poderão ser criadas e/ou exploradas pelos clubes. As únicas receitas que serão individuais são as provenientes de bilheteria e consumo no match day. De acordo com a proposta aprovada pelo Governo do Estado, o mesmo direito será concedido a Vasco e Botafogo. Quando se exibirem no estádio, caberá aos mesmos arcar com os custos operacionais e o aluguel fixado em R$ 90 mil.

Fluminense precisará solucionar problema financeiro

Para poder consolidara o projeto, o Fluminense precisará enfrentar e vencer um grande desafio. Ainda que, como sócio na “Fla-Flu S/A”, o Fluminense goze de uma posição juridicamente confortável, para ter uma posição plena é essencial que o Fluminense consiga redesenhar o atual quadro financeiro.

Leia também: Savioli! Um plano imediato para tirar o Fluminense da crise financeira

Em outras palavras, isso significa obter as CNDs, que indicam a ausência de débitos com a União. Para isso, o clube precisa mais que regularizar sua situação fiscal. Será necessário criar condições para que esse estado de coisas seja permanente. É a condição para que o clube possa ter contratos comerciais com o Estado. Até que isso seja possível, só o Flamengo pode ser o representante legítimo  na relação comercial. O que em nada afeta a relação comercial com o Flamengo. O contrato entre os clubes estabelece que participarão igualmente dos custos administrativos e das receitas do estádio.

Outro ponto importante é o barateamento do custo do match day. Isso inclui a revisão de contratos com fornecedores, incumbência da “Fla-Flu S/A. O grande desafio do Fluminense, que vem tendo prejuízos consecutivos com o match day, é torná-lo lucrativo. O que passa, necessariamente, por iniciativas internas do próprio clube.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Marcelo Savioli às 07:21

2019-07-05T20:12:38+00:00 julho 5th, 2019|

Um Comentário

  1. Paulo Gustavo
    Arlinei Carvalho 5 de julho de 2019 em 19:50- Responder

    Excelente negócio da dupla flaFLU. O melhor é maior estádio do mundo, é nosso. S tc

Deixar Um Comentário