Diniz prevê Fluminense muito mais forte no segundo semestre

Fluminense está entre os times que mais se beneficiarão com parada na temporada para disputa da Copa América

O Fluminense enfrenta a Chapecoense na próxima quinta-feira na Arena Conda. Terminado o confronto, o Tricolor só voltará a campo um mês depois, no dia 14 de julho, para enfrentar o Ceará no Maracanã. Se o torcedor se encantou com a exibição tricolor diante do Flamengo, é bom se preparar para o que vem depois, pois a promessa de Fernando Diniz, grande idealizador do belo futebol apresentado, é de um Fluminense muito mais forte no segundo semestre.

O Fluminense está entre os times que tirarão maior proveito da parada. Além de recuperar os jogadores machucados do elenco, Diniz terá tempo para sedimentar o modelo de jogo,razão pela qual a equipe tende a evoluir.

– A parada será importante para a gente. Em um primeiro momento, para dar uma folga aos jogadores, para eles poderem se recuperar. Foram muito intensos esses primeiros meses desse trabalho que estamos desenvolvendo. Quando voltarmos, será trabalhar em todas as frentes, nos aspectos tático, físico, psicológico e relacional, de modo a termos um Fluminense muito mais forte no segundo semestre.

Em busca dos resultados

A expectativa é de que venham também os resultados, um indicador que vem se apresentando oscilante. O Fla-Flu foi um exemplo típico do que ocorre com o Fluminense, que muitas vezes não consegue o resultado quando joga bem, enquanto as más atuações acabam refletidas nos resultados.

Leia também: Savioli! O Fluminense terá um dos melhores times do mundo

Para Diniz, não é tão fácil responder sobre qual a causa desse fenômeno. A solução é trabalhar e corrigir os erros para evoluir.

– Não tem uma explicação fácil, vamos trabalhando e corrigindo. Em um primeiro momento ficávamos com uma posse sem muita efetividade, sem ser muito agressivo, o que não era a proposta do time, mas, na condução do método, os problemas vão aparecendo e vamos aos poucos melhorando. O Flamengo nos pressionou nos últimos dois confrontos e sentimos muito. Só que o time está muito mais robusto nesse sentido, está muito mais treinado. Não é só treino tático, os jogadores precisam experimentar a experiência de se sentirem acuados e ter que dar uma solução.

“Temos que persistir”

Para Diniz, o aumento da possibilidade de vitórias é proporcional à intensidade e à qualidade do trabalho que é feito.

Procuramos melhorar, evoluir na questão tática e na confiança do time. Temos que trabalhar, melhorar em tudo que pudermos melhorar para conseguirmos as vitórias. No futebol, como na vida, você não tem garantia das vitórias. Temos que trabalhar e aumentar nossas chances de vencer. Temos que persistir. Hoje melhoramos em relação ao jogo com o Cruzeiro, quando recuamos o time de uma maneira exagerada, que não gosto. Hoje marcamos pressão o tempo todo. Não é uma coisa simples, se fosse seria fácil para todo mundo.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Marcelo Savioli às 07:40

2019-06-11T11:53:34+00:00 junho 11th, 2019|

Deixar Um Comentário