Chapecoense 1×1 Fluminense – Flu joga mal, mas fica fora do Z-4

VAR e arbitragem tornam partida modorrenta em Chapecó

O Fluminense jogou mal em Chapecó na noite desta quinta-feira, frustrando a torcida tricolor, que imaginava uma despedida diferente  do primeiro semestre. Ainda que tenha conseguido impor seu modelo de jogo em alguns momentos, foi a Chape quem teve mais oportunidades.

Everaldo abriu a contagem aos 3 minutos da primeira etapa. O Fluminense empatou em cobrança de pênalti de Paulo Henrique Ganso aos quinze da segunda etapa, em partida marcada pela ausência da bola rolando, em consequência da péssima arbitragem do péssimo Ricardo Marques Ribeiro. 

Com 8 pontos, o Prêmio Nobel do Esporte termina o Brasileiro na 16a colocação e Fernando Diniz terá todo tempo do mundo para consolidar seu modelo de jogo.

Flu leva gol aos 3 minutos

A Chapecoense não demorou a abrir a contagem. Logo aos 3 minutos, Everaldo aproveitou cruzamento da esquerda e cabeceou no canto para abrir a contagem. O Fluminense ameaçou em seguida, mas a finalização não saiu na área inimiga. Aos 9 minutos, Everaldo saiu na cara do gol e tentou encobrir Agenor, que abafou o lance. Aos 18 minutos, foi a vez de Douglas quase marcar de cabeça para a Chape.

Até então, a Chape marcava pressão e o Fluminense, embora saísse bem, não conseguia romper a barreira catarinense. Aos 21 minutos, porém, o Flu trocou passes rápidos, até Ganso deixar João Pedro na cara do gol, obrigando Tiepo a fazer grande defesa. Quatro minutos depois, Daniel fez virada espetacular, encontrando Julião livre na área. O lateral cruzou para a pequena área e a zaga afastou com o goleiro batido.

O Fluminense impunha seu estilo e tomava conta do jogo. Aos 37 minutos, João Pedro marcou com categoria, mas estava em posição ilegal. No final, o Flu envolveu a Chape no toque de bola, até que Brenner se livrou de dois marcadores e soltou a bomba, dando um susto em Tiepo, que mandou a escanteio.

Flu busca empate e evita Z-4

O Fluminense voltou para o segundo tempo, com Mascarenhas  no lugar de Igor Julião, pressionando a Chapecoense. Aos 10 minutos, Douglas colocou a mão na bola na área. Pênalti para o Fluminense, que o árbitro só assinalou depois de 5 minutos, com desnecessária intervenção do VAR. Ganso, aos 13 minutos, cobrou e empatou. 

O Fluminense tentou seguir pressionando, mas a Chapecoense, na intensidade, recobrou o domínio da partida. Douglas quase marcou aos 35 minutos. Agenor salvou o Flu aos 39 minutos e Allan recebeu o segundo cartão amarelo aos quarenta e quatro, deixando o Tricolor com menos um. Diante do que foi a partida, o Fluminense até que saiu no lucro e vai passar a parada para a Copa América fora do Z-4.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Foto: Lucas Merçon (Fluminense Football Club)

2019-06-13T23:09:36+00:00 junho 13th, 2019|

Deixar Um Comentário