Caso Luciano! Sem propostas e alvo da torcida, tendência é permanecer

“A gente quer que ele fique”, fala dirigente, mas torcida não engole atitude do atleta de pedir para não jogar contra a Chape

O caso Luciano promete render ainda muita polêmica. A decisão de pedir para não enfrentar a Chapecoense trouxe muitas consequências. O objetivo de Luciano era evitar a sétima atuação pelo clube no Campeonato Brasileiro, situação em virtude da qual ficaria impedido de atuar por outro clube. Luciano acreditava que receberia uma proposta formal de algum clube da Série A. A própria notícia das razões de sua ausência diante da Chape serviria de chamariz. 

A princípio, ao que tudo indica, Luciano não alcançou o seu propósito. Não recebeu qualquer proposta, tampouco o Fluminense foi procurado por outro clube. Apesar disso, segundo reportagem do Lance!, há um consenso entre clube e representantes do atleta. Ambas as partes desejam que o atacante permaneça no Prêmio Nobel do Esporte.

– É um jogador que o Fluminense deseja manter no clube. Ele alegou que recebeu propostas, porém nenhuma chegou até nós. O fato do atacante ter pedido para não jogar não quer dizer que ele não quer permanecer. Vai aproveitar esse tempo para conversar com a família. A gente quer que ele fique, é o artilheiro do time na temporada. Tem se mostrado muito solícito nas nossas conversas – declarou ao Lance! o vice presidente do clube, Celso Barros.

O outro desdobramento do caso Luciano

Parece, no entanto, que clube e torcida não falam a mesma língua no caso Luciano. Se o clube pretende manter o atleta, a torcida vocifera nas redes sociais. Ainda que os números de Luciano sejam sedutores (15 gols em 31 jogos), ainda que seja o artilheiro do Flu na temporada, o que parece pesar mais na balança do torcedor são os pênaltis e oportunidades de gols desperdiçadas. Somados ao que o torcedor considera uma desfeita imperdoável,  são ingredientes de um ambiente hostil, que precisará ser administrado com sabedoria.

Leia também: Luciano sai mais uma vez como vilão da derrota tricolor

A expectativa de Fernando Diniz é de que o caso Luciano esteja resolvido até o dia 24 de junho, quando a equipe se reapresenta para a temporada de recondicionamento e preparação para o segundo semestre. O técnico é outro que deseja a permanência do atleta, que tem contrato com o Tricolor até julho de 2021. A verdade é que Luciano cumpre um papel tático importante na equipe, seja pela intensidade, seja pela movimentação, seja, ainda, pela liderança. Tudo isso, sem contar com os gols. Os marcados, não os perdidos.

Seja sócio futebol e obtenha até 100% de desconto na bilheteria em todos os jogos do Flu como mandante. Nossa hora é agora. Clique aqui e faça já o seu plano!

Marcelo Savioli às 13:06

2019-06-17T11:21:57+00:00 junho 16th, 2019|

Um Comentário

  1. Paulo Gustavo
    RALPH DE SOUZA FILHO 20 de junho de 2019 em 12:51- Responder

    TEM É DE REDUZIR O SALÁRIO DESSE FRACO ATLETA E NÃO CEDER A SUAS INOPORTUNAS E JÁ AGORA REIVINDICAÇÕES DESPROPOSITADAS E MAIS QUE AGRAVADAS SUA PROPOSTA DESDE QUE TENHA USADO O CLUBE COMO VITRINE E SE RECUSADO A JOGAR CONTRA A CHAPE ACREDITANDO ALGUMA AGREMIAÇÃO INTERESSADA EM SEU CONCURSO. CELSO BARROS RESPONSÁVEL E SAGAZ TEM UMA VANTAGEM NA NEGOCIAÇÃO ASSIM. AO CONTRÁRIO LIBERE – O JÁ…ATUALIZANDO DESDE QUE HAJA ESSE INGRATO NO TWITTER EXIGIDO AUMENTO SALARIAL PARA FICAR..

Deixar Um Comentário